sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Encontro informal de sócios na Estrela - I


No passado fim de semana de 20/21 de Dezembro de 2008, reuniram-se na Serra da Estrela 17 sócios da Desnivel (na verdade não tenho a certeza se eram todos sócios mas a grande maioria seria) para realizarem actividades de gêlo e neve!
Foram partindo da zona de Lisboa entre a noite de sexta e o dia de sábado mas com dois objectivos comuns: 1)aproveitar as boas condições de neve e gêlo que a Estrela apresentava na altura e 2) encontrarem-se todos por volta da hora de jantar para um jantar de convivio com um espirito muito Natalicio.
No dia de sábado três grupos que totalizavam 9 pessoas, dividiram-se pela zona do Planalto Central; dois grupos ficaram pelas escalada em gêlo nas zonas do Corredor Estreito e Corredor dos Mercadores;

o terceiro grupo fez a subida à Torre pelo Covão do Ferro (onde andam as fotografias Carlos?). O dia estava simplesmente fabuloso! Neve durinha, gêlo fácil de "picar", sol - onde não estava sombra ;) - e nem uma brisa. Além do mais, a visibilidade era tal que o sistema Central em Espanha parecia mesmo ali ao alcance de uma mão.
Depois de um preenchido dia de actividades invernais em ambiente primaveril, reunimo-nos todos (quase todos) ao fim do dia para o que terá sido, provavelmente, "o mais alto" jantar de Natal realizado em Portugal pois o local situava-se a 1650 metros de altitude! O convivio foi execelente com grupos vindos de diferentes zonas (Almada, Palmela, Lisboa, Caldas da Rainha) que se fizeram acompanhar pelas respectivas iguarias - principalmente queijos e vinho, chegando-se a gerar uma verdadeira competição sobre qual seria o melhor vinho! No fim das contas, nada ficou decidico não obstante as insistentes degustações de cada um dos exemplares a concurso!
O resto da noite foi passado em frente à lareira, a ouvir histórias de aventuras longiquas mas recentes de um dos presentes pelo pico mais alto da América do Sul, o Aconcágua.
Pouco antes da meia noite chegou, finalmente (!), o ultimo grupo (4 sócios - 2 meninas e 2 meninos!) acompanhado de uma bela sobremesa, o "Apfelstrudel", alto representante das iguarias alemãs. Infelizmente não houve tempo para tirar fotografias ao dito exemplar, mas posso assegurar-vos que todas as três fatias que comi estavam fantásticas! Por esta altura ainda haviam uns 2 maduros com ideias de ir escalar para o Corredor do Inferno à meia noite mas felizmente o vinho acabou por conseguir chama-los à razão e a tropa começou então a recolher aos respectivos aposentos. Totalizavam-se então, 14 sócios (se algum não era, de certeza que ficou cheio de vontad de ser!) e três sócias! Vá lá meninas para a próxima temos de melhorar este rácio!
O relato do dia seguinte seguirá em breve. Deixo-vos com esta imagem pensativa


(fotografias de: António Afonso, Pedro Cabrita e Tiago Pais)

2 comentários:

Ana disse...

E muito bem se esteve no teu fantástico e providencial barraco! O tempo esteve excepcional, de facto, e deu para aproveitar bem, cada um ao seu nível e sem stresses.

Obga pelo convite ;-)

Ana Costa (e Edu, por arrasto)

Alpine disse...

A actividade não foi fácil: em especial levar o tabuleiro do Apfelstrudel num braço e o piolet na outra, sobre gelo vítreo e com a enorme responsabilidade de não deixar cair o petisco tirolês. Isto de noite cerrada e com uma grande responsabilidade sobre os ombros (debaixo do braço). Ah, nada de equívocos: o braço era meu, mas a cozinheira foi a sempre fada do Lar Paula Duarte. Beijos e abraços.