terça-feira, 20 de abril de 2010

Ighil M'Goun (4.071 metros): grupo de sócios da Desnível no cume










Um grupo de sócios da Desnível atingiu o cume do Ighil M’Goun no passado dia 14 de Abril, cotado oficialmente com 4.071 metros. Sem dificuldades técnicas e com menos neve do que o esperado, o M’Goun acabou por se revelar um bom desafio: apesar do céu azul no início da ascensão, a meteorologia foi-se degradando gradualmente, e os ventos de 80 km/h foram sendo reforçados com muitas rajadas, claramente acima dos 100 km/h. No cume, a posição “por terra” era a mais aconselhada, e houve quem o atingisse de “tracção às 4”, para não dizer de gatas. Apesar disso, a taxa de sucesso foi de 100%, com 8 portugueses no cume, 2 franceses e 3 marroquinos neste dia. Isolamento, ausência de grandes grupos e até a companhia de um Quebra-ossos na descida, tornaram o local muito agradável, místico até. No regresso, através da longa aresta a 4.000 metros, com cerca de 6 km de comprimento, o tempo foi-se degradando ainda mais, começou a cair granizo e o tecto de nuvens fixou-se a 4.050 metros. No final da descida, rebentou a tempestade. Tivemos assim um “antes e depois” da borrasca, com e sem neve, o que deu dois ambientes muito diferentes. No longo regresso à civilização, tivemos a notícia do fecho de parte importante do espaço aéreo europeu, a estender-se gradualmente à Catalunha e Astúrias, que acabou por não afectar a nossa escala em Madrid, mas contribuiu para a sensação de “isolamento” extra-europeu e distância, a apenas 800 km de Lisboa. Uma excelente saída, sem dúvida.